quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

É preciso avançar na vida espiritual sempre!



«Senhor, para não retroceder, necessito do vosso constante auxílio

Ó Senhor da minha alma e meu Sumo Bem! Por que não quereis que a alma, quando se decide a amar-vos, fazendo o que está nas suas mãos, isto é, abandonando tudo para se entregar ao vosso amor, não tenha logo o gozo de atingi-lo em grau perfeito?

Disse mal. Deveria queixar-me de nós e perguntar: porquê não o queremos?

Com efeito, se desde o início não gozamos de tão alta dignidade, a culpa é toda nossa, pois se possuíssemos com perfeição o vosso amor, teríamos com ele todas as espécies de bens! Mas, ó Senhor, somos tão mesquinhos e tardios em darmo-nos inteiramente a Vós, que jamais acabamos de nos dispormos para tal.

O resultado é que, assim como não nos resolvemos a dar tudo de uma vez, também, ó Senhor, não se nos dá de uma vez este tesouro.

Ó meu Deus, fazei-me a grande misericórdia de ajudar-me e dai-me a coragem de procurar com todas as forças este bem. Se perseverar, Vós que a ninguém vos negais, pouco a pouco, ir-me-eis habilitando o ânimo para sair vitoriosa. Estou persuadida de que, se com a vossa graça me esforçar por chegar ao cume da perfeição, entrarei no céu não sozinha, mas levando comigo muitas almas, como bom capitão, a quem Vós, Senhor, confiastes um grande exército.

Mas, para não retroceder, necessito de muitíssima coragem e do vosso constante auxílio.»

(Santa Teresa de Ávila, "Livro da Vida", capítulo 11 - de 1a 4)

Nenhum comentário:

Postar um comentário