sexta-feira, 11 de junho de 2010

SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS


A liturgia do Sagrado Coração de Jesus é sempre bastante transparente, orientada para a sensibilidade do povo. A linha global se descobre à primeira vista: Deus quer ser o Bom Pastor e o é em Jesus, enviado para revelar o terno amor do Altíssimo por todos nós. A profundidade deste amor é expressa na 2ª leitura: Jesus revela a oferta do amor gratuito de Deus, que agora conhecemos, porque Seu Espírito foi derramado em nosso corações. Esse amor gratuito consiste no dom de Seu Filho, sem mérito de nossa parte, antes pelo contrário: “enquanto éramos ainda seus inimigos”.

É essa a realidade que devemos sentir através da imagem do Bom Pastor (1ª leitura e Evangelho). Isso exige certa catequese, pois a imagem deste [pastor de ovelhas] já não pertence ao dia a dia da sociedade urbana. Para o pastor, as ovelhas são sua vida, sua quase única riqueza, seu “meio de produção”. Por isso não quer que nenhuma se perca. Para o pastor, as ovelhas são para ele o que o pedaço de terra é para o colono e a fábrica local para o operário. Tiramos a fábrica, a terra e o rebanho do homem e este fica sem sustento. Por isso se apaixona por seu meio de produção. O homem tem seus desejos, suas paixões, e é bom que os tenha, desde que com discernimento, porque são molas propulsoras de sua vida. Ora, qual é o verdadeiro objeto do desejo? Eis a questão.

O verdadeiro objeto da paixão de Deus são os homens, Seus filhos. Por eles o Senhor deixa todo o resto, por assim dizer. Então, nós devemos também investir nossa paixão vital não nas coisas passageiras, mas naquilo que é eterno, a começar pelo amor fraterno.

No Reino de Deus, os “meios de produção” que absorvem nosso interesse são as pessoas, e não podemos permitir que nenhuma delas se perca. Se todos são chamados a gozar o amor do Pai, como poderíamos desinteressar-nos daqueles que d’Ele se afastam ou são afastados pelo contratestemunho daqueles que se gabam de Deus?

É impossível amar sozinho. Deus quer que todos sejam amados. Este é o fruto que o Todo-poderoso quer ver produzido. Sem nos voltarmos para Seus filhos será impossível produzir este fruto. E os “melhores produtores” do Reino são aqueles que mais nos desafiam, os que mais precisam ser amados: os pobres, os oprimidos, os abandonados. Eles suscitam o maior potencial de ternura e de amor gratuito no coração humano; e é nisso que Deus se realiza. Podemos dizer que as ovelhas perdidas “libertam” o potencial de amor posto em nós por Deus Pai.

Amar aos seres humanos como nosso tesouro; amar os mais “desinteressantes” aos olhos do mundo como sendo nosso verdadeiro interesse: eis a mensagem do Bom Pastor em busca da ovelha desgarrada.

Padre Pacheco
Comunidade Canção Nova

Devoção ao Sagrado Coração de Jesus


. A devoção ao Sagrado Coração é a devoção que vem do amor como princípio, que se dirige ao amor como fim, que emprega o amor como meio. Celebrando este grande Amor de Deus por nós, somos convidados a renovar nossa devoção a Jesus, manifestado concretamente na vivência deste amor na família, na Igreja Doméstica, na partilha do pão, na alegria de celebrar em comunidade a Eucaristia, Vida de Jesus entregue por nós.

No Ano da Eucaristia, celebrar o Coração de Jesus torna-se uma importante ocasião pastoral para que toda a comunidade cristã novamente se sensibilize para fazer deste admirável Sacrifício e Sacramento o coração da própria vida.

Origem da Devoção

A devoção ao Sagrado Coração tem sua origem na própria Sagrada Escritura. O coração é um dos modos para falar do infinito amor de Deus por você. Este amor chega a seu ponto alto com a vinda de Jesus.

A devoção ao Sagrado Coração aparece em dois acontecimentos fortes do evangelho: o gesto de São João, discípulo amado, encostando a sua cabeça em Jesus durante a última ceia (cf. Jo 13,23); e na cruz, onde o soldado abriu o lado de Jesus com uma lança (cf. Jo 19,34). Em um temos o consolo pela dor da véspera de sua morte, e no outro, o sofrimento causado pelos pecados da humanidade. Estes dois exemplos do evangelho nos ajudam a entender o apelo de Jesus, feito em 1675, a Santa Margarida Maria Alacoque:

"Eis este coração que tanto tem amado os homens. Não recebo da maior parte senão ingratidões, desprezos, ultrajes, sacrilégios, indiferenças...

Eis que te peço que a primeira sexta-feira depois da oitava do Santíssimo Sacramento (Corpo de Deus) seja dedicada a uma festa especial para honrar o Meu coração, comungando neste dia e dando-lhe a devida reparação por meio de um ato de desagravo, para reparar as indignidades que recebeu durante o tempo em que esteve exposto sobre os altares.

E prometo-te que o Meu Coração se dilatará para derramar com abundância as influências de Seu divino Amor sobre os que tributem esta divina honra e que procurem que ela lhe seja prestada."

O papa João Paulo II sempre cultivou esta devoção, e a incentivava a todos que desejassem crescer na amizade com Jesus.


--------------------------------------------------------------------------------

O Sagrado Coração de Jesus e Santa Maria Alacoque

O Sagrado Coração de Jesus apareceu a Santa Margarida Maria Alacoque, jovem religiosa da Ordem da Visitação, para transmitir sua mensagem de misericórdia e confiança, expressa no coração humano e divino do Verbo Encarnado. O Culto ao Sagrado Coração de Jesus obteve, a partir de então, grande impulso e espalhou-se por toda a Igreja.

Santa Margarida Maria, que recebeu a missão de espalhar pelo mundo a devoção ao Sagrado Coração ofendido pela ingratidão dos homens, foi incompreendida e perseguida, até que a Providência colocou em seu caminho o jesuíta São Cláudio La Colombière, que lhe deu orientação segura e conseguiu fazer com que sua mensagem começasse a ser vista com outros olhos. Canonizada em 1920, sua festa é celebrada no dia 16 de outubro.

Promessas do Sagrado Coração de Jesus a Santa Maria Alacoque

* Eu lhes darei todas as graças necessárias para seu estado.
* Eu darei paz às suas famílias.
* Eu as consolarei em todas as suas aflições.
* Eu lhes serei um refúgio seguro durante a vida, e sobretudo na hora da morte.
* Eu lançarei abundantes bênçãos sobre todas as sua empresas.
* Os pecadores acharão, em meu coração, a fonte e o oceano infinito de misericórdia.
* As almas tíbias tornar-se-ão fervorosas.
* As almas fervorosas se elevarão a uma grande perfeição.
* Eu mesmo abençoarei as casas onde se achar exposta e honrada a imagem do meu coração.
* Eu darei aos sacerdotes o poder de tocar os corações mais endurecidos.
* As pessoas que propagarem esta devoção terão para sempre seu nome inscrito no meu coração.
* Darei a graça da penitência final e dos últimos sacramentos, aos que comungarem na primeira sexta-feira de nove meses seguidos.

Pensamentos de Santa Margarida Maria

“Nunca desconfieis da misericórdia do Sagrado Coração, que é infinitamente maior que todas as nossas misérias”.
“O Sagrado Coração quer reinar no coração do mundo inteiro porque todos lhe foram dados por herança”.
“O maior testemunho de amor que podemos dar ao Sagrado Coração e a melhor reparação que lhe podemos oferecer é unirmo-nos a Ele, muitas vezes, pela comunhão sacramental e desejarmos ardentemente essa união pela comunhão espiritual”.
“Todos podemos ser apóstolos do Sagrado Coração, porque temos corpos capazes de sofrer e trabalhar, e corações para amar e orar”.
*Do livro “O Coração de Jesus, segundo a doutrina de santa Margarida Maria Alacoque”.