sábado, 29 de outubro de 2011

Amor ao proximo



Aquele que ama a Deus ama também a seu próximo; e quem não ama o próximo não ama a Deus.

Para praticar a virtude da caridade, é preciso:

1 –Amar o próximo como a si mesmo do fundo do coração;

2 – Abster-se de suspeitar ou julgar mal dele sem causa justa;

3 – Evitar a maledicência;

4 – Ter cautela em não dizer a outrem o mal que dele falaram;

5 – Evitar ofender o próximo;

6 – fugir de rixas;

7 – Falar com doçura a todos, ainda aos inferiores;

8 – Socorrer o próximo, quando pode;

9 – Procurar salvar as almas;

10 – Assistir os enfermos, principalmente se são pobres;

11 – Perdoar e fazer bem aos inimigos;

12 – Orar pelos pecadores e pelas almas do purgatório.

Oremos:

Meu Deus amo a meu próximo como a mim mesmo por amor de vós. E porque o amo, vos recomendo as almas do purgatório, os meus pais, benfeitores, amigos, parentes, e todos aqueles de quem recebi alguma afronta ou desgosto; peço-vos que os cumuleis de toda a sorte de bens.

Recomendo-vos também os infiéis, hereges e todos os que se acham em pecado. Pois sois digno de amor infinito, ó meu Deus, fazei-vos conhecer e amar de todo o gênero humano, e principalmente de mim, que vos mostrei tanta ingratidão; já que vos hei ofendido muito, muito vos ame agora, a fim de ir cantar eternamente as vossas misericórdias no céu.

Extraído do livro “As mais belas orações de Santo Afonso”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário