segunda-feira, 31 de outubro de 2011

A misericórdia cura tudo


“Embora de nada adiante por nossas esperanças em um novo mundo totalmente utópico, no qual cada um será sublimemente misericordioso, somos obrigados, como cristãos, a procurar algum modo de dar à misericórdia e à compaixão de Cristo uma dimensão social e até política. A função escatológica da misericórdia, repetimos, é preparar a transformação cristã do mundo e introduzir o Reino de Deus. Esse Reino manifestamente ‘não é deste mundo’ (ao contrário de todas as formas de cristianismo milenarista e messiânico), mas exige ser exemplificado e preparado por formas de testemunho social heróico que tornem a misericórdia cristã clara e evidente no mundo.

(…) A misericórdia cristã deve descobrir na fé, no Espírito, um poder suficientemente forte para iniciar a transformação do mundo em um lugar onde reinem compreensão, unidade e relativa paz, onde a humanidade, as nações e as sociedades estejam dispostas a fazer o enorme sacrifício necessário para se comunicarem de modo inteligível, compreender-se, cooperar para alimentar os milhões de famintos e construir um mundo de paz. ”

Love and Living, de Thomas Merton
Editado por Naomi Burton Stone e Patrick Hart, OCSO
(Farrar, Straus and Giroux, New York) 1979, p. 219
No Brasil: Amor e Vida, (Martins Fontes Editora, São Paulo), 2.004. p. 230-231

Reflexão da semana de 26-01-2009

Um pensamento para reflexão: “A misericórdia cura tudo. Cura corpos, espíritos, sociedade e história. É a única força que pode realmente curar e salvar.”
Amor e Vida, Thomas Merton

Nenhum comentário:

Postar um comentário