sexta-feira, 13 de abril de 2012

A generosidade da Misericórdia

A generosidade da Misericórdia

O Diário de Santa Faustina nos fala da generosidade da Misericórdia de Deus, que não coloca limites ao numero de pedidos que possamos lhe dirigir. “Alegro-me por pedirem muito, pois o meu desejo é dar muito, muito mesmo”. (D. 1578)

Por estas palavras podemos entender o recado de Jesus: Ele deseja dar muito. Mas quer também contar com nossa participação. E nossa participação é pedir muito. Quem acha que pedir muito vai incomodar Nosso Senhor, que não tem necessidade de fazer isso pois já recebe tanto da parte da Misericórdia que nem sabe como fazer para agradecer, etc. Jesus continua no mesmo número:

“Fico triste quando as pessoas pedem pouco, quando estreitam seus corações”. (D. 1578)

Pedir pouco da nossa parte significa antes de tudo que não depositamos na Misericórdia aquela confiança que deveríamos ou que precisaríamos depositar, significa um estreitamento dos nossos corações, significa que colocamos um limite à generosidade de Deus que coloca como única exigência confiarmos na Sua Misericórdia:

“A tua obrigação é confiar totalmente na minha bondade. E a minha é dar-te tudo de que necessitas”. (D. 548)

Ele mesmo não abre mão dessa exigência: “Eu me faço dependente da tua confiança. Se ela for grande a minha generosidade não terá limites”. (D. 548)

Você tem colocado limites à Misericórdia de Deus?

Padre Antônio Aguiar

Fonte:Guia de Blogs Catolicos

Nenhum comentário:

Postar um comentário