segunda-feira, 27 de agosto de 2012

São Pedro Juliano Eymard e Nossa Senhora do Laus (França)

O amor pela Eucaristia cresceu no coração de Pedro Juliano paralelamente ao amor pela Virgem Santíssima. Ainda bem jovem, ele se consagrou a Maria, prostrando-se diante de seu altar. Gostava muito de rezar o terço. Entretanto, um desejo o atormentava; o de fazer uma peregrinação à cidade de Laus - situada em Saint-Etienne-le-Laus, na Provence, Côte D´Azur -, para visitar a capela de Nossa Senhora do Bonne Rencontre, venerada em toda a região desde que a Virgem Santa aparecera a Benoîte Rencurel, no dia 29 de setembro de 1664. Seis léguas de distância separavam-no de La Mure do Laus. Pedro Juliano, nos seus dez anos de idade, teve que implorar muito... Até que, finalmente, a permissão lhe foi dada e ele pôde realizar o seu sonho, participando de uma peregrinação, em grupo, e permanecendo no local desejado por mais uma semana. Uma palavra sua nos desvela um pouco as graças recebidas: "Foi lá que, pela primeira vez, pude conhecer e amar Maria." Uma atração secreta e imperiosa o levaria inúmeras vezes ao Laus. O vigário o censurava, sempre: "Queres ser Padre, sem, ao menos, saber se tens vocação!" Preocupado, Pedro Juliano resolveu ir ao Laus para pedir à Nossa Senhora que o iluminasse e o encaminhasse. Ao chegar lá, confessou-se com o Padre Touche e este o encorajou a realizar o sonho de tornar-se padre. Desde então, exclamava com justo reconhecimento: "Ó! sim, se me tornei padre, isto eu devo à Virgem Santíssima; sem ela, eu não teria triunfado contra os obstáculos que se opunham aos meus desígnios." "A Virgem - diria ele, mais tarde - tinha-me conseguido uma contrição de lágrimas. Daqui, posso ver o pilar, no qual eu me apoiava, e tanto chorava! Sempre que eu retornar ao Laus, me apoiarei nele." Um dia, quando falava sobre o Laus ao sentir-se diante de Nossa Senhora do Bom Socorro, ele se enleou - estava a ver a Virgem Santa, verdadeiramente - murmurou: "A Mãe Santíssima lá está; lá, nós podemos vê-la!" Em seguida, bem envergonhado, calou-se. São Pedro Juliano recebeu de Maria Santíssima a missão de fundar uma obra dedicada à adoração perpétua da Eucaristia. Efetivamente, fundou a Congregação dos Padres do Santíssimo Sacramento. Segundo Robert Labigne, Florilégio Mariano, 1981 Fonte: Um Minuto com Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário